sexta-feira, 16 de janeiro de 2009

O outro lado da moeda...


Hoje a tarde, estava no trabalho e como já é nossa rotina ouve-se a sirene. Corremos para o abrigo anti-mísseis e liguei para minha namorada, que estava na universidade. De lá ela me contou que ouviu um BUM muito forte. Depois que saí do abrigo, começaram a me ligar perguntando como eu estava, então fui avisado que o míssil caiu muito perto, aproximadamente 400 metros de casa.

Cadê a mídia brasileira para condenar este ataque?! Cadê as manchetes com a foto da criança e da mulher que estão gravemente feridas, foram levadas as pressas ao hospital e agora estão na sala de cirurgia? Preciso dizer que aqui é um bairro residencial e que o Hamas atacou novamente civis inocentes? Ninguém comenta que todos os ataques do Hamas há 8 anos lançando mísseis são contra civis israelenses? Isso sem comentar sobre os atentados suicida, homens-bomba, etc...

Porque a mídia brasileira não mostra isso!? Se ninguém mostra, então eu mostro! Vamos aos números:

Nos últimos 8 anos, mais de 8000 mísseis e morteiros foram lançados contra civis israelenses. OITO MIL!!! Vejam os gráficos que copio abaixo. Podemos ver que a partir de 2005 quando Israel saiu da faixa de Gaza como um ato unilateral esperando em troca poder viver em paz (afinal acabaram as desculpas, ninguém mais ocupa Gaza!), os cidadãos do sul de Israel receberam o contrário: a partir de então a quantidade de mísseis disparados somente aumentou! Vejam também que o Hamas lançou mais de 200 mísseis e morteiros durante o cessar-fogo que durou 6 meses entre Julho e Dezembro. É isso aí, não houve cessar-fogo! Não houve um mês sequer em que os civis israelenses não foram atacados durante esse "cessar-fogo". Gostaria também de lembrá-los que nos dias que anteceram a operação "Chumbo Moldado" o Hamas continuou aumentando a quantidade de ataques contra as cidades do sul de Israel, mesmo com os alertas de Tzipi Livni, ministra do exterior israelense e os pedidos do primeiro ministro de Israel para parar com os ataques caso contrário Israel seria forçado a defender seus cidadãos e quem iria sofrer com isso seriam os palestinos (clique nos links para ver os vídeos).

E agora eu respondo à diversos emails que venho recebendo incitando que Israel está fazendo um massacre, defendendo seus cidadãos com uma resposta desproporcional:

Eu pergunto à você que acompanha o blog: Imagine se Israel respondesse aos ataques do Hamas exatamente na mesma proporção. Suponha que Israel não se preocupasse em evitar ataques que atinjam civis e não visasse somente os terroristas como tem feito. O que aconteceria se a cada míssil lançado pelo Hamas aleatoriamente contra cidadãos israelenses inocentes, Israel respondesse exatamente na mesma moeda? Façam as contas, mais de 8000 mísseis foram lançados. Imaginem Israel respondendo esses 8000 mísseis com ataques contra inocentes no meio da cidade de Gaza quantos civis mortos não teriam a cada um destes ataques... Façam as contas!


Felizmente Israel não é como o Hamas e não tem nenhum interesse em atingir os civis palestinos. Pelo contrário, o próprio Hamas "vence" quando civis são atingidos pois assim eles conseguem fazer mais uma boa imagem para enviar à CNN e à Globo e não estão nem um pouco procupados com as vidas de seus irmãos. E é por isso que eles usam os cidadãos palestinos como escudos. É por isso que enquanto a liderança do Hamas, no conforto de seus esconderijos na Síria, incentivam na televisão de Gaza que seus cidadãos saiam as ruas para "lutar" contra soldados Israelenses.

Enfim, cadê a mídia para divulgar isso?!

Distribuição de mísseis e morteiros do Hamas lançados contra civis em Israel de 2002 à 2007
(fonte Wikipedia)
Distribuição de mísseis do Hamas lançados contra civis em Israel no último ano
(fonte Wikipedia)


Distribuição de morteiros do Hamas lançados contra civis em Israel no último ano
(fonte Wikipedia)



Distribuição de mísseis e morteiros do Hamas lançados contra civis em Israel desde o início da operação "Chumbo Moldado" - azul: mísseis; vermelho: morteiros
(fonte Ynet)

Fonte: http://namiradohamas.blogspot.com

Um comentário:

cincosolas disse...

Christopher,

Infelizmente, a primeira vítima de todas as guerras é a verdade.

Em Cristo,

Clóvis